segunda-feira, 13 de dezembro de 2004

Humanos

Apreciação final: 8/10
Edição: Dezembro 2004
Género: Pop-Rock



O legado de António Variações faz parte do mais valioso património da música portuguesa. As suas canções ditaram novas regras no panorama artístico nacional, rompendo barreiras de letargia e trazendo uma renovada frescura à pop nacional. O projecto Humanos, com as vozes de Manuela Azevedo, David Fonseca e Camané, recupera parte dessa herança, com a responsabilidade acrescida que decorre do facto de os temas serem inéditos, baseados em gravações domésticas do malogrado cantor, entregues à Valentim de Carvalho pela sua irmã, há cerca de dez anos.

O resto é puro Variações: músicas naif e algo excêntricas, letras irónicas e humoradas. O corpo de Humanos é outro, a voz também, a alma é a de António. Tudo soa a ele, e soar a Variações é abeirar-se do genial relaxamento de fazer-se o que se quer, sem leis e imposições, apenas no livre gozo da expressão musical. E Variações fazia-o como ninguém. Os Humanos seguem-lhe as pisadas, abraçam as músicas, não as desvirtuam e sobressai o inevitável espírito de António. Deixemos a modernidade da sua (re)aparição invadir-nos. E apreciemos o seu talento inconfundível através dos Humanos.

Na segunda faixa, a letra de Variações profetiza: "vou viver, até quando eu não sei, (...) quero é viver". Os Humanos mostram-nos que Variações desapareceu, mas jamais morrerá. Um grande disco.

2 comentários:

Quem_Sou_Eu disse...

Grande albúm sim senhor..
Alguém me poderá dizer onde posso arranjar os acordes para viola deste fabuloso albúm?
Obrigado.
Abraço para todos.

Crítico disse...

Sim senhor é um Álbum e pêras, as músicas ficam no ouvido muito facilmente, o que nos leva a andar todo o dia a cantarolar Variações.
Eu também queria os acordes. Vou fazer uma pesquisa na net e se os encontrar depois digo algo.
Viva o Variações e os Humanos.